quarta-feira, 13 de abril de 2016

PSD decide romper com governo

Cenários / 13/04/2016 - 10h38
Kassab

Em reunião marcada para o início da tarde de hoje, o PSD decidirá por romper com o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) e entregar os cargos que possui. Lideranças ouvidas pelo Cenários garantem que 90% dos membros da legenda defendem a ruptura, sendo o quadro mais provável. São 31 deputados em exercício - outros cinco estão licenciados. Apenas os diretórios do Ceará e da Bahia estão resistentes.

O desembarque passa pelas eleições municipais e teve atuação do deputado mineiro Diego Andrade. Para o PSD, o ano eleitoral terá como prioridade as eleições para Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro. Na capital mineira o candidato é Délio Malheiros. Em São Paulo, a legenda tem Andrea Matarazzo e no Rio, Índio da Costa. A avaliação de lideranças do PSD é a de que o apoio a Dilma acarretaria influência negativa nas campanhas regionais.

Foi esse um dos pontos das conversas frequentes entre o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, e o vice-presidente Michel Temer (PMDB). O peemedebista teria se comprometido em apoiar as candidauras nos três estados, maiores colégios eleitorais.
Sem o PSD, Dilma amplia o isolamento e lhe resta negociar com os nanicos e com o PR, ainda indeciso.

Postado por Amália Goulart

Nenhum comentário:

Loading...

Arquivo do blog