terça-feira, 10 de maio de 2016

Dilma pretende exonerar todos seus ministros antes de ser notificada do impeachment

Objetivo do ato simbólico é 'marcar posição' e evitar que auxiliares sejam dispensados por Michel Temer

RICARDO DELLA COLETTA E MURILO RAMOS
10/05/2016 - 11h45 - Atualizado 10/05/2016 12h29- Época
presidente Dilma Rousseff  (Foto: EVARISTO SA/AFP)
Dilma Rousseff tem usado os últimos dias para planejar uma série de atos simbólicos antes de ser notificada, pelo Senado, da abertura do processo de impeachment, o que levará ao seu afastamento do cargo por um período de até 180 dias. Até mesmo entre os interlocutores mais próximos da petista a derrota na votação de amanhã é dada como inevitável.
Além de planejar descer a rampa do Palácio do Planalto acompanhada de seus principais aliados e de caminhar até o Palácio da Alvorada, Dilma estuda exonerar, numa canetada, todos os seus ministros pouco antes de ser comunicada de sua suspensão.
A ideia tem sido defendida entre lideranças do PT, já conformadas com o afastamento de Dilma, mas empenhadas em construir um discurso de que o impeachment seria um "golpe", algo que será usado pelo partido nas eleições municipais deste ano.

Nenhum comentário:

Loading...

Arquivo do blog