quinta-feira, 12 de maio de 2016

Na despedida de Dilma, choro dentro e fora do Planalto

- Atualizado em
No lado de fora do Palácio do Planalto, militantes de movimentos sociais choram devido ao afastamento de Dilma Rousseff, em Brasília
No lado de fora do Palácio do Planalto, militantes de movimentos sociais choram devido ao afastamento de Dilma Rousseff, em Brasília(Felipe Frazão/Veja/VEJA)
Ao longo da declaração final da presidente Dilma Rousseff a jornalistas no Palácio do Planalto, o choro ficou evidente no rosto dos deputados Zé Geraldo (PT-PA) e Silvio Costa (PTdoB-PE), da ex-ministra Miriam Belchior (PT), da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e do ex-ministro Carlos Gabas. Vanessa e Miriam tiveram que enxugar o rosto em público - a presidente da Caixa chegou a ser amparada pela ex-ministra Izabella Teixeira (Meio Ambiente). Os ex-ministros Eugênio Aragão (Justiça), Tereza Campello (Desenvolvimento Social) e Nilma Lino Gomes (Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos) também estavam muito abatidos, mas conseguiram se conter. Quando saíram do isolamento palaciano, os ex-ministros Edinho Silva, Aloizio Mercadante e Gilberto Carvalho tiveram que amparar dezenas de militantes aos prantos agarrados às grades de segurança. (Felipe Frazão, de Brasília)

Nenhum comentário:

Loading...

Arquivo do blog