quinta-feira, 16 de junho de 2016

Novo responsável pela Seds, Sérgio Menezes acredita no fim da greve da Polícia Civil

Igor Patrick
ipsilva@hojeemdia.com.br
16/06/2016 - 15h11 - Atualizado 16h52
Sérgio Menezes, novo secretário de Estado de Defesa Social durante lançamento da nova sala de monitoramento da ROTAM
Sérgio Menezes, novo secretário de Estado de Defesa Social durante lançamento da nova sala de monitoramento da ROTAM
Na função há pouco mais de um mês, o novo secretário de Estado de Defesa Social, Sérgio Menezes, comentou a greve da Polícia Civil prevista para o próximo sábado (18). Na quarta, a categoria realizou uma assembleia para discutir as demandas e aprovou a paralisação por tempo indeterminado a partir da madrugada de sexta para sábado.
O Sindicato dos Servidores da Polícia Civil (Sindpol) e o Sindipominas (Sindicato dos Delegados de Minas Gerais) pedem remuneração de escrivães e investigadores compatíveis aos dos peritos criminais e médicos legistas, a reestruturação geral dos cargos e carreiras e a convocação dos 1400 aprovados em concurso, que esperam nomeação desde 2014.
“Estamos buscando o diálogo e a negociação com a categoria e com os policiais que iniciaram o movimento grevista. A tendência é que o Sindicato refreie essa ação”, disse o secretário, sem dar detalhes da contraproposta que vai ser oferecida pelo Governo.
Menezes declarou ainda que não acredita que a greve vá causar prejuízo à população que precisar de serviços prestados pelas delegacias. “A Polícia Civil é uma instituição respeitada pelas pessoas, tenho certeza que vão continuar atendendo normalmente. Não trabalho com a hipótese da greve”, declarou.

Nenhum comentário:

Loading...

Arquivo do blog