quarta-feira, 27 de julho de 2016

Monarquistas sugerem que Fiesp exiba bandeira imperial em ato

anti-Dilma

Medida seria uma forma contornar a decisão do prefeito Fernando Haddad, que proibiu a exibição da bandeira nacional nos atos por entender que tal uso configura propaganda política


Bandeira imperial
A medida seria uma forma contornar a decisão do prefeito Fernando Haddad (PT), que proibiu a exibição da bandeira nacional nos atos

PUBLICADO EM 26/07/16 - 15h42
Um grupo que defende a volta do Brasil à monarquia sugeriu que a Fiesp exiba a bandeira imperial do Brasil em seu telão no protesto deste domingo (31) a favor do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.
A medida seria uma forma contornar a decisão do prefeito Fernando Haddad (PT), que proibiu a exibição da bandeira nacional nos atos por entender que tal uso configura propaganda política, vetada pela Lei Cidade Limpa.
"A fim de evitar que os ânimos entre o Poder Público e esta importante Federação, que representa o cada vez mais depauperado empresariado, se acirrem, sugerimos sutil mudança. E a harmonia voltará a reinar entre nós...", dizia postagem em em redes sociais do "Pró Monarquia - Casa Imperial do Brasil".
Presença frequente nos protestos anti-Dilma, o movimento pede "o impeachment da República". Entre seus membros está Bertrand Maria José de Orléans e Bragança, herdeiro da família real brasileira.

Nenhum comentário:

Loading...

Arquivo do blog