quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Imprensa mundial diz que denúncia abala futuro político de Lula

O jornal espanhol 'El País' afirma que, com a denúncia do Ministério Público Federal, o ex-presidente 'deu mais um passo rumo ao abismo'

A denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá foi destaque na imprensa internacional nesta quarta-feira. De acordo com veículos americanos e europeus, a denúncia abala o futuro político de Lula e do Partido dos Trabalhadores.
Segundo a rede britânica BBC, o caso é de extrema importância tanto para o futuro do ex-presidente quanto para o destino do PT, uma vez que pesquisas de opinião sugerem que Lula ainda é uma “força política” no país e “provavelmente o único político do Partido dos Trabalhadores com chances reais de lutar pelo projeto e pelo legado da legenda”, afirma a BBC.
O jornal espanhol El País afirma que, com a denúncia desta quarta-feira, o ex-presidente “deu mais um passo rumo ao abismo”. A publicação lembrou que “o futuro de Lula, que já declarou sua intenção de concorrer às eleições presidenciais de 2018, está nas mãos do juiz Sergio Moro”.
Segundo o americano New York Times, Lula exerceu influência em toda a América Latina por décadas, “mas escândalos de corrupção e uma forte crise econômica mancharam seu legado, culminando com o impeachment de sua sucessora escolhida a dedo, Dilma Rousseff, afastada pelo Senado em agosto após um julgamento controverso”. O NYT ressalta que as acusações do MP são um duro golpe, e somam-se à “crescente lista de problemas legais que complicam suas ambições de retornar à Presidência”.
O jornal americano Washington Post ressaltou que Lula foi chamado pelo MP de “comandante máximo” do esquema investigado pela Operação Lava Jato. Segundo o Post, embora as denúncias fossem esperadas, “a caracterização do papel de Lula no esquema de propina da estatal Petrobras foi espantosa”.
O jornal britânico The Guardian segue a mesma linha de outros veículos estrangeiros ao destacar que a acusação de que Lula é o chefe do vasto esquema de corrupção na Petrobras representa um importante golpe contra “as esperanças de um retorno político do herói de esquerda”.
Se o juiz federal Sergio Moro aceitar a denúncia, o ex-presidente se tornará réu na Lava Jato. Além de Lula, foram denunciados pela força-tarefa a ex-primeira-dama Marisa Letícia, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, o empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, o ex-executivo da empreiteira Agenor Franklin Martins, o engenheiro Paulo Gordilho, Fábio Fori Yonamine e Roberto Moreira Ferreira.

Nenhum comentário:

Loading...

Arquivo do blog