sábado, 1 de outubro de 2016

Gilmar Mendes diz que eleitores podem ir às urnas 'sem medo'

01/10/2016 11h23 - Atualizado em 01/10/2016 12h32

Presidente do TSE disse que foram tomadas todas medidas de segurança.
Neste sábado (1º), magistrado vai ao Maranhão conferir ações de segurança.

Luciana AmaralDo G1, em Brasília
O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, afirmou neste sábado (1º) que foram tomadas todas as medidas necessárias para assegurar a segurança de eleitores e candidatos na votação deste domingo (2) da eleição municipal. Responsável pela condução do processo eleitoral, o magistrado ressaltou, em entrevista na sede do TSE, que os eleitores podem ir às urnas "sem medo".
Apesar dos casos de violência que têm marcado a campanha eleitoral deste ano, Gilmar disse que, na avaliação dele, "teremos eleições em paz". Ele ressaltou, entretanto, que o país passa, atualmente, por um grave problema de insegurança pública que não é causado diretamente pela disputa eleitoral. Para o ministro, a busca de soluções para resolver a crise de segurança pública precisa entrar na agenda nacional, envolvendo, inclusive, o governo federal.
Neste sábado, Gilmar Mendes vai viajar a São Luís, no Maranhão, para conferir de perto as medidas que estão sendo adotadas no estado para garantir a segurança e a ordem durante o primeiro turno das eleições. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, vai acompanhar o presidente do TSE na viagem à capital maranhense.
“As pessoas podem ir votar. Nós tomamos todas as medidas e [os eleitores] devem votar sem medo. Uma das condições básicas do voto é exatamente a liberdade de se fazer a escolha. Nós temos realmente uma preocupação com esse quadro de insegurança, mas tudo o que foi pedido pelos TREs e pelos governadores foi atendido”, declarou Gilmar Mendes a jornalistas neste sábado.
O presidente do TSE deu a declaração ao acompanhar, na sede da Corte eleitoral, a verificação das urnas eletrônicas que serão usadas na votação deste domingo. A checagem verifica se os cerca de 120 sistemas instalados nos equipamentos são idênticos aos assinados na cerimônia de Assinatura Digital e Lacração dos Sistemas Eleitorais realizada em 6 de setembro.
Nos últimos dias, bandidos promoveram uma onda de ataques em municípios do Maranhão, incluindo a capital do estado. Na onda de violência, ônibus foram incendiados e até escolas foram queimada pelos criminosos.
Só na madrugada deste sábado, terceiro dia consecutivo de ataques no estado do Nordeste, foram registrados dois ataques a ônibus e cinco a escolas, sendo que duas delas funcionariam como locais de votação para as eleições municipais deste domingo. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, ao todo, três locais de votação foram alterados por causa da onda de violência no estado.
Desde o início da campanha eleitoral, 12 estados já registraram ataques a candidatos. Na  última quarta-feira (28), um dos candidatos à prefeitura do município goiano de Itumbiara foi assassinado durante uma carreata.
No atentado, também morreu um policial militar que fazia a segurança do vice-governador de Goiás, José Eliton (PSDB). O tucano também foi baleado no  ataque, mas depois de ser submetido a uma cirurgia recebeu alta médica neste sábado.
Nesta sexta (30), durante a última sessão plenária do TSE antes do primeiro turno das eleições municipais, Gilmar Mendes disse que a "deterioração no quadro de segurança pública" está "repercutindo" no processo eleitoral.
Tropas federais
Para reforçar a segurança das eleições deste domingo, o governo federal vai distribuir cerca de 25 mil militares em 14 estados: Acre, Alagoas, Amazonas, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins.
De acordo com o Ministério da Defesa, haverá reforço das Forças Armadas em 459 municípios. Só no Piauí serão 142 cidades com tropas federais fazendo policiamento ostensivo para garantir a ordem durante o primeiro turno da eleição.
Gilmar Mendes disse que neste domingo, durante a votação, irá atualizar o presidente da República, Michel Temer, sobre o andamento do processo eleitoral. A meta do TSE é que os resultados do primeiro turno de todos os municípios sejam divulgados até três horas depois do encerramento da votação.
Votação biométrica
A base de dados da Justiça Eleitoral tem aproximadamente 50 milhões de eleitores cadastrados biometricamente, a maior da América Latina. Neste domingo, mais de 36 milhões de pessoas votarão por meio da biometria em cerca de 2,5 mil municípios.
“Nos preparamos para adequar as seções eleitorais para um pequeno tempo adicional que será agregado ao tempo de identificação do eleitor. Estamos trabalhando no sentido de que não haja filas”, afirmou o diretor de Tecnologia do TSE, Giuseppe Gianino.

Nenhum comentário:

Loading...

Arquivo do blog