segunda-feira, 11 de abril de 2016

Desenrolar do impeachment

Editorial / 11/04/2016 - 06h00- Jornal Hoje em Dia

Editorial1A presidente Dilma Rousseff está em um longo inferno astral. Não é a primeira vez que escrevemos aqui no Hoje em Dia que ela passará por uma semana decisiva ou um dia crucial para sua permanência no cargo. No entanto, esta segunda-feira é realmente uma das datas mais críticas para a petista. É o dia em que será votado o relatório da Comissão Especial de Impeachment na Câmara dos Deputados.
Os governistas afirmam que não será surpresa um resultado negativo para a presidente, uma vez que 54% dos deputados federais que compõem a Comissão (35 de um total de 65) já teriam se declarado contrários à permanência de Dilma no Planalto. Isso porque, ainda segundo membros do PT, o grupo que analisa o processo tem como relator o deputado Jovair Arantes (PTB), que faz oposição ao governo federal.
Mas, em plenário – onde a votação começa no fim desta semana –, conforme os governistas, existe uma possibilidade de a continuidade do processo não ser aprovada. Para especialistas em Ciência Política, efetivamente, o que vale é a votação em plenário; é lá que a deliberação acontece e onde a presidente precisará provar sua força. Os estudiosos acreditam que as negociações em torno de cargos em uma possível continuidade de Dilma ou entrada de Temer no Planalto acontecerão até os minutos finais, e que, hoje, um cenário certo sobre o resultado não se desenhou.
Enquanto assistimos o desenrolar de todo esse processo, cresce a disputa pelos votos dos parlamentares indecisos. Segundo o movimento “Vem pra Rua”, que faz um placar diário da votação, ambos os lados precisam conquistar mais votos, já que há pelo menos 118 (273 são favoráveis ao impeachment e 122 contrários) que não sabem se ficam com os pró-Dilma ou a oposição. Deputados de partidos como o PMDB, por exemplo, recebem ameaças de perda de cargos caso votem diferente da sigla que recentemente rompeu com o governo federal.
Então, o que podemos aguardar desta semana no âmbito político? Observar o parecer do relator do processo de impeachment hoje, a votação no plenário da Câmara dos Deputados dessa decisão até o fim da semana, e acompanhar, claro, as negociatas por voto a voto feitas escancaradamente para quem quiser ver que alguns dos deputados em cima do muro pensarão nas vantagens pessoas que obterão por ficar de um ou do outro lado. E assim caminha o Brasil...

Nenhum comentário:

Loading...

Arquivo do blog