terça-feira, 16 de agosto de 2016

Faixa presidencial que sumiu foi comprada por ordem de Lula

Em 2007, o chefe do cerimonial do Palácio do Planalto cobrou agilidade na aquisição da nova faixa dizendo que Lula estava "no aguardo".

Uma reportagem de VEJA publicada na edição que está nas bancas revelou que uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) descobriu que, depois de ser comprada por 55.000 reais, a nova faixa presidencial simplesmente desapareceu. Ela está numa lista de cerca de 4.500 objetos extraviados dos órgãos que integram a Presidência da República.
A  aquisição da nova faixa foi feita em 2007, início do segundo mandato do ex-presidente Lula, depois de uma longa negociação entre os órgãos do Planalto. Os memorandos da Presidência mostram que o plano de Lula para aquele ano já era vestir a faixa no feriado do Dia da Independência. O processo de compra, no entanto, atrasou, e levou o chefe do Cerimonial dado palácio, Paulo Oliveira, a cobrar seus colegas. “Permito-me recordar que o senhor presidente da República permanece no aguardo de uma nova faixa presidencial desde o pedido inicial de 23 de novembro de 2003”, escreveu Oliveira ao diretor que era responsável pelo processo de compra.
A partir daí surge o mistério. Com o atraso na aquisição, Lula só usou a nova faixa no feriado do Dia da Independência em 2008 (ver galeria de fotos).  Em 2011, Dilma Rousseff tomou posse com a nova faixa. Em 2015, depois da reeleição, a  presidente surgiu com a  faixa antiga. Onde estaria a faixa nova?
Para aumentar o mistério, hoje o Palácio do Planalto informou que antes de deixar o cargo, em 2010, Lula encomendou uma terceira faixa. Os funcionários já localizaram a faixa antiga, que estaria manchada. Das duas novas, apenas uma foi encontrada.  A faixa comprada por Lula em 2008 sumiu. Onde ela estaria? O enigma continua.

Nenhum comentário:

Loading...

Arquivo do blog